Se você não faz parte da solução…

bullying nas escolas hellen page rio de janeiro eu me importo

Se você não faz parte da solução…

Cresci em um lar, em que minha mãe sofria de depressão e síndrome de pânico, por 10 anos eu a via oscilando entre ficar dias trancada no quarto e repentinamente se levantar como se nada estivesse acontecendo.


Isso de alguma forma acabava afetando a minha vida também, mas ninguém sabia dessa minha realidade, eu continuava a minha vida como se estivesse tudo bem, as vezes usamos máscaras, fingindo estar tudo bem quando não está, por questões como essas não podemos fazer um pré julgamentos, precisamos ter empatia pelo outro, não sabemos o que o outro está passando e mesmo que pra gente pareça bobagem, precisamos entender e valorizar a dor do outro, e tentar ajudar da melhor maneira possível.


Eu realmente não tinha idéia de como as pessoas e principalmente os jovens precisam saber como eles tem valor, infelizmente jovens nunca ouviram que eles eram importantes ou simplesmente que alguém os amava e essa circunstância pode ocasionar inúmeros problemas como a depressão, muitas vezes pessoas próximas a nós estão passando por situações parecidas e normalmente nem elas mesmas conseguem identificar. Como estamos ajudando a mudar essa realidade?

Como o líder desse movimento diz: “Se você não faz parte da solução, você faz parte do problema.”

Quando estamos nas escolas com um simples abraço, ou com um simples “Eu me importo com você”, sentimos que alguma coisa está mudando dentro daquelas pessoas, parece que eles sentem uma esperança, sentem que são amados e que são importantes.

Em um tempo marcado por altos índices de suicídio e depressão, podemos observar que um simples ato muda completamente a perspectiva de vida de um jovem e poder presenciar isso é o que me move a ir nas escolas e querer aumentar cada vez mais esse projeto.

Um projeto de amor, baseado em salvar vidas!

Leave a Comment

Your email address will not be published.

WhatsApp Posso ajudar você?